Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Me, myself & EM

O meu blog :) Finalmente!!! Espero que possa contribuir, de alguma forma, com alguma "ajudinha" a toda a gente que padece e partilha de EM (ou a dita cuja, Esclerose Múltipla). A todos, desejo: "Um dia de cada vez"!

Me, myself & EM

O meu blog :) Finalmente!!! Espero que possa contribuir, de alguma forma, com alguma "ajudinha" a toda a gente que padece e partilha de EM (ou a dita cuja, Esclerose Múltipla). A todos, desejo: "Um dia de cada vez"!

A espera # the wait

IMG_20181001_122741_312.jpg

 

Entre a descoberta e a primeira consulta passaram sensivelmente dois meses no máximo. Não tenho vivências exactas desse tempo. Talvez porque os níveis de adrenalina e ansiedade se tenham traduzido em máximos históricos. Claro está que o tempo passou muito vagarosamente por essa altura. Só pensava no quanto queria despachar o assunto para tomar medicação e controlar isto o mais rapidamente possível. Nunca pensei que pudesse existir algum santo milagroso que fizesse com que na consulta me dissessem que tudo não tinha passado de uma grande mentira. O que acho que levou a que o choque não fosse tão intenso no dia. Já sabia o que tinha, só queria que me controlassem isto de vez e pronto. Às vezes não sei o que é melhor, se pertencermos a um mundo conhecedor de doenças várias ou se ser completamente leigo nesta matéria. Eu acho que a segunda opção é sempre um pouco melhor, se bem que depois também acabamos por não ter as mesmas bases de pesquisa que deveríamos, o que nos faz voltar novamente ao mesmo dilema anterior.

 

Between the discovery and the first consultation they spent a maximum of two months at most. I have no exact experiences of that time. Perhaps because the levels of adrenaline and anxiety have translated themselves to historical highs. Of course, time passed very slowly by then. I just thought about how much I wanted to go on the subject to take medication and control it as soon as possible. I never thought that there might be some miraculous saint who would have me be told to tell me that it was all a big lie. Which I think led to the shock not being so intense in the day. I already knew what I had, I just wanted to be controlled this once and for all. Sometimes I do not know what is best if we belong to a world that is aware of various diseases or if we are completely uninterested in it. I think the second option is always a bit better, although afterwards we also end up not having the same research bases that we should, which makes us go back to the same previous dilemma.